Laís Souza Recebe Homenagem Da Seleção E Vai Ao Jogo Contra A Colômbia Divulgar Tratamento

622_1a4e8b83-44e4-3037-bcc6-f71b2a5478f8

 

A ginasta e esquiadora Laís Souza recebeu na manhã desta sexta-feira uma homenagem da seleção brasileira. Em anuncio do estágio de seu tratamento com células tronco, em Miami, onde o time de Dunga terá um amistoso contra a Colômbia, a ex-atleta ganhou uma camisa oficial da equipe, autografada por todos os jogadores convocados para as partidas nos Estados Unidos. Gilmar Rinaldi, coordenador técnico do grupo, foi quem entregou o presente.

Ela, aliás, estará nesta noite no Sun Life Stadium, acompanhando o jogo. Laís entrará em campo cerca de uma hora e meia antes do duelo começar, para divulgar o projeto ao qual está sendo submetida, que pode lhe dar ao menos alguns movimentos de volta daqui a alguns anos.

“Venho aqui trazer um abraço especial do torcedor brasileiro e uma lembrança dos jogadores. Todos eles estão torcendo para a sua recuperação. A gente tem o DNA de atleta e o fato de você estar aqui mostra que você continua com isso, vencendo a cada dia”, afirmou Gilmar Rinaldi, em coletiva no Miami Project.

Laís se acidentou durante treino em 27 de janeiro em Salt Lake City, quando se preparava para disputar os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi-2014. Ela competiria no esqui aéreo e teve sua vaga herdada pela companheira de treinos Josi Santos, que encerrou a competição na 16ª posição. A lesão na coluna a deixou sem movimentos.

Desde então, a brasileira faz sua recuperação em Miami, onde há um centro de pesquisas avançado sobre paralisia. Ela deixou o hospital durante a Copa do Mundo, depois de ficar seis meses internada, se mudando para um apartamento custeado pelo Comitê Olímpico Brasileiro. Em maio, deu início a um novo tratamento, inédito nos EUA, que consiste na injeção de células tronco no local da lesão.

Em sua cadeira de rodas, Laís passou boa parte da coletiva movimentando seu pescoço, como quem estivesse dançando com a cabeça. Falando muito bem, a ex-ginasta comemora cada melhora que sente.

“Eu estou bem, estou melhorando, graças a Deus. Tem muitas coisas acontecendo comigo. Muitas coisas que precisam ser explicadas, até mesmo para eu conseguir engolir. Eu não conseguiria explicar tudo que eu passei. Estou me sentindo especial agora. Estava na hora errada, no lugar errado. Isso tudo está vindo à tona. Eu não estou confortável com a posição que estou, mas as pessoas que estão ao meu lado estão me ajudando”, disse Laís.

“Estou encarando tudo isso como se fosse uma competição. Como se eu estivesse me preparando para uma Olimpíada. Nós vamos encontrar a cura para a paralisia. Vai ser um caminho difícil, mas nós vamos conseguir”, completou.

Laís ainda espera por mais novidades. Depois de ser pioneira no uso de células tronco para este tipo de recuperação, Lais foi escolhida para ser umas das primeiras pacientes com paralisia a receber tratamentos com células de Schwann por meio do Miami Project, que busca a cura – são retiradas de um nervo da perna para refazer as células que morreram, enquanto as células tronco cuidam das que estão machucadas. Por seu uma inovação, a ex-atleta ainda aguarda a aprovação da FDA (Food and Drug Administration), órgão governamental dos Estados Unidos, para poder começar essa nova tentativa.

 

Fonte: http://http://espn.uol.com.br/noticia/437792_lais-souza-recebe-homenagem-da-selecao-e-vai-ao-jogo-contra-a-colombia-para-divulgar-tratamento

This template supports the sidebar's widgets. Add one or use Full Width layout.